Mocho não, SALLI !

 

Olá leitores,

Como a maioria de vocês deve saber, entre os dias 01 e 04 de fevereiro passado salli2ocorreu em São Paulo o 35ºCIOSP (CONGRESSO INTERNACIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO) que tem a fama de ser o maior evento odontológico da América Latina. Teve overdose desse assunto nas redes sociais 😀

Aos congressistas são oferecidos cursos na grade oficial com renomados professores e temas atuais, mas a cada ano que passa a feira que faz parte do evento toma maior proporção.

Há alguns anos o CIOSP acontecia bi anualmente no Palácio da Convenções do Anhembi. A logística lá era um pouco mais complicada. Apesar de grande o espaço começou a ser insuficiente. Os cursos tinham que acontecer no Auditório Elis Regina, que apesar de ser no mesmo complexo, era distante da feira. Sem falar que o pavilhão não tinha sistema de ar condicionado. Imaginem, milhares de pessoas confinadas num espaço coberto por telhas, sem ar condicionado, em pleno verão paulistano.

Já faz algum tempo que o evento ocorre anualmente no Expo Center Norte e que, ainda que tenha pontos a melhorar, recebe o evento mais adequadamente.

Até o terceiro dia o evento tinha recebido uma média de 22 mil pessoas por dia, ou seja, a vitrine dos sonhos para qualquer empresa que ofereça produtos e serviços para Dentistas, técnicos em Prótese Dentária e outras profissões correlatas.

Com o advento da internet, pouca coisa hoje em dia tem o impacto da novidade. As invenções e descobertas estão a um click de distância e com isso um evento desse porte teve também que se adaptar.

A grande maioria das empresas promovem hands on e workshops para possibilitar ao congressista a oportunidade de conhecer e manusear seus materiais e/ou equipamentos. Implantes, Facetas, Clareadores, Motores endodônticos, Sistemas ortodônticos, Resinas e etc., tudo concentrado num só evento.

Este ano em especial eu andei muito, conversei com muita gente e conheci muita coisa. A odontosfera vai estar cheia desse assunto nesta semana e então eu decidi me concentrar num produto que eu achei o mais interessante em termos de novidade.

A figura do dentista que atende sentado no mocho é relativamente nova na Odontologia. Até o final dos anos 1980 a grande maioria atendia de pé. As cadeiras odontológicas não eram nada ergonômicas. Seus sistemas de acionamento eram mecânicos e pesados. Mudar a posição era difícil e demorado. A visualização do campo operatório era limitada e a maioria dos dentistas trabalhava sozinho. Estar em pé facilitava o girar em torno do paciente procurando a melhor posição e dava agilidade para acessar armários e balcões mais distantes.

O uso dos mochos deu ao dentista a possibilidade de trabalhar mais ergonomicamente já que somos os profissionais que mais tem doenças ocupacionais relacionadas a coluna vertebral, articulações e circulação de membros inferiores.

E é aí que entra o tema e a foto deste post.

“SALLI” é o nome desse equipamento. Apesar de relativamente novo por aqui, o Sr. Victor Lembo, presidente da SALLI BRASIL me contou que conheceu o produto, que é finlandês, no Canadá no inicio dos anos 1990. Desde 2009 representa e distribui a marca no Brasil e há poucos dias inaugurou um show room paulistano, no bairro da Vila Madalena.

O design do  SALLI  favorece a postura porque, entre outros motivos, concentra o peso do tronco sobre sallios ísquios,
diminuindo a curvatura da coluna, melhora a circulação das pernas por mantê-las na angulação correta, o que diminui as chances de varizes bem como ajuda na diminuição do arco dos braços durante os procedimentos.

E você deve estar se perguntando se é confortável.

SIM, muito!

Como não ponho preço no trabalho dos outros, não vou dizer que seja caro, mas barato ainda não é.

Se você ficou curioso, visite a pagina da empresa, saiba mais da história do produto e tire suas dúvidas.

Eu já coloquei um SALLI na minha lista de desejos.

Um abraço.

Anúncios
Published in: on 6 de fevereiro de 2017 at 11:24  Comments (1)  
Tags: , ,