Nosso bom e velho CRO

Hoje travei uma conversa com uma colega sobre a anuidade do CRO e lembrei de um episódio que decidi compartilhar com vocês.

Eu me formei no final de 1990 e em meados daquele ano começou a rolar uma conversa na faculdade de tínhamos que ir na secretaria e fazer o pedido do diploma em pergaminho (e pagar). A outra opção era um sulfite A4. Básico.

Eu, nem avaliei valores, o mais simples me representaria.

Por causa de uma greve que durou quase 60 dias, nossa colação de grau oficial foi em 14/02/91 e recebemos o CRO provisório, ou melhor, o documento que nos habilitava a pagar a anuidade pra exercer a profissão (por um ano).

Dei entrada, paguei as taxas e iniciei minha carreira.

No inicio de 1992 os colegas começaram a ir na faculdade buscar o diploma registrado no MEC pra dar entrada no CRO definitivo. Eu, claro, quis saber do meu.

Várias ligações pra secretaría da faculdade e meu diploma não era localizado (quem me conhece bem sabe, meu nome do meio é confusão. Ô pessoa pra ser premiada em treta.)

Depois de muito stress, uma funcionária me perguntou:

-Mas você pediu o seu diploma?

– Oi????? Eu não pedi em pergaminho…

– Mas você deveria ter pedido em sulfite. Se você não pede ele não é feito, não é enviado pro MEC e não é registrado. Você precisa pedir então (e pagar). Daí ele será emitido e seguirá o trâmite. Vai levar um ano mais ou menos.

Então uma pessoa rala cinco anos, quase não dorme, assume muito mais dividas que pode saldar, se forma e existe a possibilidade dela não querer o diploma???

Pois é, existe.

Lembrem-se, meu CRO provisório estava prestes a vencer.

Solicitei o diploma na faculdade e fui no CRO pedir prorrogação do provisório senão eu ficaria exercendo na ilegalidade.

Levei foto, paguei taxas, assinei guias, etc., etc.

Um ano depois, no inicio de 1993 saiu o diploma e eu fui então dar entrada no definitivo.

Quem disse que o CRO me localizava.

Outro calvário.

Ligações, visitas, buscas, e nada (E lembrem-se novamente, nada de arquivos digitais, era tudo na base do arquivo de papel).

Muito stress depois (novamente) alguém percebeu que por eu não ter dado entrada um ano antes, eu estava no arquivo de inativos. Aqueles que ABANDONARAM A PROFISSÃO!

– Oi??? (de novo)

– Como inativa se eu pedi renovação do provisório?

– (CRO) Mas não existe renovação de provisório.

– (Eu) Como não existe, eu pedi e foi emitida outra cédula.

(Nessa hora mais uma das deduções chocantes). O atendente havia emitido uma segunda via da minha cédula VENCIDA  e não prorrogado minha validade. E havia exercido a profissão na irregularidade por um ano inteiro.

Bem, localizado o engano, meu CRO foi desarquivado e o definitivo foi definitivamente emitido.

Poderia ser o FIM, mas não pra mim.

Comecei uma nova briga. Quis a devolução do valor que eu tinha pago como renovação do provisório. Paguei por um serviço que não recebi. Eu tinha os comprovantes.

E, alguns dias depois, fui chamada na tesouraria do CRO. O funcionário que me entregou o cheque me disse algo que lavou minha alma.

– Estou aqui há anos, e NUNCA vi o CRO devolver dinheiro pra ninguém. Parabéns!

E é por isso que meu numero de CRO é bem diferente do dos meus colegas contemporâneos e a data é de julho/1993

Então, você que está se formando agora, fique esperto, não basta pagar o boleto da anuidade, tem muito mais envolvido.

#ficaadica

Anúncios
Published in: on 3 de janeiro de 2016 at 20:51  Comments (2)  
Tags: , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://odontostalgia.wordpress.com/2016/01/03/nosso-bom-e-velho-cro/trackback/

RSS feed for comments on this post.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Nossa!! Acabei de vir do cro com um problema um pouco parecido.
    Meu cro provisório venceu em agosto deste ano e eu acabei deixando passar. No final do mês passado me lembrei e fui conferir e confirmei que já tinha vencido! Entrei em contato com o CRO e quando expliquei me passaram o contato do fiscal, liguei varias vezes e nunca fui atendida. Entrei em contato novamente com o cro e fui informada que a pessoa estava de férias. Então resolvi ir lá pessoalmente, foi quando me encaminharam para o setor jurídico. Fui atendida por um advogado nada simpático,me tratando como se fosse meu agente de condicional. Tentando me pressionar psicologicamente dizendo que eu iria responder processo, que estou exercendo a dois meses a profissão ilegalmente e que talvez eu perdesse o cro. Depois de tanto confronto da parte dele tentando me intimidar, ele veio e me deu um termo pra assinar e disse que eu pagaria as taxas de mudança do cro e uma multa de 548,00 reais. Totalizando 748,00 tudo. Fomos até a recepção pra imprimir os boletos, quando o funcionário vira e pergunta: são as taxas de mudança mais a muita de 70 reais?
    Aaah eu fiquei bolada! Esperei o advogado da um espaçoporto não saia de cima,e perguntei ao funcionário como é feito o cálculo dessa multa, onde e quem determina esse valor. Que eu queria ver!
    Ele enrolou dizendo que eu não era obrigada a pagar mais que iria rolar o processo contra mim!
    Agora estou aqui procurando onde está fixado esse valor, e como é feito esse cálculo

    • Olá Gabriela, desculpe a demora.
      Nossos casos são diferentes porque o meu CRO não chegou a vencer.
      Eu fiz um pedido de prorrogação da validade do CRO provisório porque meu diploma não havia sido chancelado.
      Ocorre que isso não existe e como o atendente não compreendeu o que eu queria foi emitida uma nova cédula.
      Teoricamente eu também, exerci a profissão ‘ilegal’ por um periodo, mas como eu tinha recibos de pagamentos referentes ao pedido, entrei com um processo e fui ressarcida dos valores. Foi um erro administrativo do CRO. No seu caso, se o seu CRO está vencido e vc não pediu renovação no prazo eu acredito que terá que pagar a multa mesmo, mas tente fazer um pedido formal de acesso a tabela de valores. Obrigada pela visita.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: