“Se dar valor = Valorização”

Pela Ética na Odontologia.

Durante muito tempo, os dentes não eram vistos como órgãos, e sua saúde era negligenciada. A estética dava as cartas e a ausência dos dentes, com o passar dos anos, era dada como certa.

Com o aumento da expectativa de vida e o avanço nos estudos e pesquisas sobre e importância dos dentes, a Odontologia passou a gozar de prestígio. Em alguns países o Odontólogo é conhecido como Médico-Dentista.

Mais informada, a população passou a reconhecer a importância dos dentes, de mantê-los, recuperá-los ou substituí-los. E, como era de se esperar, as grandes empresas de grupos de saúde, cresceram os olhos para esse nicho próspero de mercado.

Com o know how  da Medicina de Grupo, avançaram sobre a Odontologia como abutres. Atuam com algumas variantes.

Vendem o plano chamado “Odontológico” muitas vezes casado com a venda do plano de saúde (entenda-se médico, pq plano odontológico também é de saúde!);

Credenciam clinicas e colegas,

E daí passam a dar as cartas.

Impõem regras e normas, para execução de trabalhos, que nem sempre tem cabimento. Pagam em cima de tabelas de honorários aviltantes. Esse é o ítem que desencadeia outro ainda pior.

Mal remunerado o dentista precisa atender maior numero para ganhar na quantidade. Diminui o tempo de consulta e atende mais clientes por dia. Agenda cheia, faz com que os retornos sejam demorados, o que desagrada o cliente. E, por vezes, a “seguradora” resolve não concordar com o trabalho executado e se nega a pagar.

Irritados com a situação os colegas se descredenciam. O cliente, que gostava de tal profissional precisa escolher outro. Na grande maioria, os credenciados são recém formados (e aqui não vai nenhum sentido pejorativo, todos fomos recém formados um dia, é apenas uma constatação). Em busca da primeira oportunidade profissional, os recém saídos das faculdades são presa fácil para as operadoras.

Do outro lado, o colega que optou por atendimento particular passou a ser visto como ganancioso. Cobra uma fortuna por algo que o convênio faz de graça (Oi?).

Com esta campanha, nós, DENTISTAS, que amamos o que fazemos e temos orgulho da profissão, esperamos levar ao conhecimento da sociedade a real situação.

Todo profissional deve ser bem remunerado e ter seu valor reconhecido, TODO!

O estudo é árduo. O investimento grande, e salvo exceções, a dedicação é quase exclusiva.

Somos profissionais, na grande maioria, liberais, sem direitos trabalhistas. As vezes donos de pequenas empresas, e por consequência, responsável pela manutenção de outros empregos.

Portanto, a meu ver, a Valorização da Odontologia passa pela conscientização da população sobre as aviltantes condições de trabalho impostas pelas operadoras, mas, principalmente pela negativa dos colegas de atendê-las. Do lado das operadoras, atitudes “Éticas: é o conjunto de normas morais pelas quais um indivíduo deve orientar seu comportamento profissional”  devem prevalecer. De nosso lado, boas atitudes certamente reverterão em reconhecimento.

Fazer somente o que se sente preparado para, respeitar o paciente com nas suas vontades e necessidades e ver o colega como parceiro e nunca como rival ou concorrente. Em tese, estamos todos do mesmo lado: O lado da saúde oral.

Não faça com o outro, o que você não quer que façam com você.

Outros colegas falaram sobre o tema. Vale a pena conferir:

Odontodivas

Medo De Dentista

Perolas da Odontologia

Dicas Odonto

Vida De Dentista

Anúncios
Published in: on 18 de abril de 2012 at 10:30  Comments (7)  
Tags: , , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://odontostalgia.wordpress.com/2012/04/18/se-dar-valor-valorizacao/trackback/

RSS feed for comments on this post.

7 ComentáriosDeixe um comentário

  1. […] Se Dar Valor = Valorização no Odontostalgia […]

  2. […] Odontostalgia: https://odontostalgia.wordpress.com/2012/04/18/se-dar-valor-valorizacao/ […]

  3. Adorei demais seu texto Célia.

  4. […] podem pensar que isto aumentou o custo para o dentista, mas eu enxergo como a maior valorização profissional que ocorreu na odontologia nos últimos anos. Quem trabalha com os profissionais dessa área sabe o […]

  5. Muito bom!

  6. Assim postei em meu face, Célia…

    Então, você cliente antigo atendido por algum convênio que outrora fui credenciado, questiona-me por que deixei de lado com convênio e solicitei o descredenciamento…

    Então, você cliente antigo que sempre reputou-me como bom profissional, vê-me com outros olhos agora que não atendo mais ao seu convênio…

    Então, eu profissional qualificado, que sempre prestou-lhe bom atendimento e valorizou-lhe como cliente, ofertando-lhe de tudo o melhor que tem – inclusive conhecimento técnico-científico – vou do céu ao inferno em questão de instantes…

    Por que???

    Por que entendi que convênio não é bom nem para você, cliente, nem para mim profissional… e deixei de lado a ilusão…

    Mas você não entendeu isso assim e nem desta forma, e assim, acredita ser um absurdo até pagar pela consulta onde lhe é ofertado toda a qualidade de atendimento e conhecimento, que durante anos e por muito investimento, adquiri…

    Este artigo, cliente amigo, é para sua reflexão… e compreensão…

    Vale a pena lê-lo até o final…

    Boa reflexão à todos, inclusive aos meus estimados colegas de profissão…

    Excelente texto, amiga!!! Imprescindível!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: