Odontologia Restauradora

 

Neste post, que não é inédito (já publiquei aqui), revisito o tema. 

Estes dias travei um diálogo via twitter com uma colega sobre o que era o sistema NUVA FIL™ da Kulzer, e então me dei conta da evolução das resinas vistas pelo usuário.

No caso: EU!

Em 1984 comecei a trabalhar como assistente de dentista. Para minha sorte, o colega era muito ligado nas novidades.

A resina de uso geral na época era a chamada pasta-pasta e os nomes comerciais de que me lembro era o Adaptic™ e Miradapt™.

Seu uso era exclusivo para dentes anteriores, até distal de caninos. O preparo tinha que ser retentivo já que a fixação era por embricamento mecânico. Nenhuma adesividade.

Cavidade pronta e limpa preparava-se a resina. Como o nome diz, eram compostas por duas pastas (base e catalizador).

A base era levemente amarelada, digamos que era algo perto do 66, e o catalizador branco.

Misturadas em partes iguais, era levada em posição e adaptada com tira de poliéster. Segurava-se até endurecer. Com brocas dava-se o formato mais próximo da anatomia original possível e polia-se com borrachas.

Com partículas grandes, eram muito porosas, o que favorecia o manchamento.

Tá, mas e se o dente não fosse 66?

Simples. A Miradapt™,  por exemplo, tinha corantes: amarelo escuro, claro, cinza e preto (que eu lembro). Era um exercício de advinhação. Na base você acrecentava uma pitada do corante que vc achasse que resultaria no final desejado. Podia ser mais que um. Tinha que lembrar de deixar um pouco mais escuro porque quando adicionasse  o catalizador clareava um pouco.

Tinha também uns corantes liquidos, parecidos com bond. Daí tinha azul, vermelho…

Simples não!!!

O colega já tinha o Sistema Nuva Fil™, mas usava pouco. Numa época que as importações não eram permitidas, era muito difícil comprar reposição. Mas era tudo de bom.

As cores seguiam a escala Vita™, Uhuhuhu! Mas não tinham dentina L A translucides desfavorecia a técnica. Mas pra época, tava bom demais.

Quando fui pra faculdade, os aparelhos já eram mais modernos, e as resinas ainda deixavam a desejar. Era preciso fazer um bisel muito largo pra mascarar uma Cl lll nos incisivos inferiores, por exemplo.

O aparelho da foto é do meu primeiro fotopolimerizador. A luz tinha a intensidade de uma vela, e quando o contato zinabrava eu limpava com um disco de lixa e ganhava uma sobrevida. Alta tecnologia!

Restauração direta posterior, só amalgama.

Teve uma fase, inclusive, que falava-se em “amalgama adesivo”.  Difundiu-se a idéia de ataque ácido, Bond e amalgama (!!!)

Os sistemas adesivos eram pra esmalte, e fazer ataque ácido em dentina era um sacrilégio.

Daí surgiu o primer; e atacar a dentina passou a ser indicação.

O Bond se uniu ao primer em uma só aplicação.

Hoje as resinas estão na 6º geração. As auto condicionantes. Tem até YO pra dentes clareados e outras bem firmes que permitem condensação e facilitam fazer o ponto de contato.

Eu uso as de 5º geração porque são mais abrangentes.

Pois é, a Odontologia Restauradora evoluiu mesmo!!!

Em tempo: A fonte da pesquisa, no caso ” soy jo”!

Anúncios
Published in: on 13 de março de 2012 at 21:17  Comments (2)  
Tags: , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://odontostalgia.wordpress.com/2012/03/13/odontologia-restauradora/trackback/

RSS feed for comments on this post.

2 ComentáriosDeixe um comentário

  1. Dra. Celia Barral é um compêndio de Odontologia! Legal conhecer a percepção de alguém que realmente viveu a coisa. Eu até conheço a história da resina pasta-pasta, mas mas pra mim é isso: história. Belo texto, só consegui parar de ler quando acabou mesmo. 😉

  2. […] Essa é do tempo da resina pasta-pasta! –> Odontostalgia […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: